terça-feira, 19 de maio de 2015

Frozen e a Luta Antimanicomial



Quem ainda não viu, vale à pena! Frozen fala, de forma poética, sobre os recursos que cada um de nós tem para lidarmos com os nossos problemas... Recursos muito pessoais. Elsa tem poderes que Ana não tem. Cada uma tem seu jeito de lidar com o mundo. Cabe fazer uma analogia com as pessoas que sofrem com transtornos mentais. Elsa, por ser diferente, é enclausurada, a sociedade não pode vê-la, como se ela fosse um monstro... Desde cedo os pais a ensinam que ela deve controlar-se...ou todos saberão! Assim é, ainda, a vida de quem sofre de um transtorno mental. As portas dos manicômios foram abertas, não há muito tempo, mas diversos modos de segregação ainda operam... Muitas vezes de formas sutis. Quanta gente não construiu seu castelo de gelo e lá continua, acreditando piamente que isto é o mais correto a se fazer?


"A clausura da Elsa, independente de isso ter acontecido por ideia dos seus pais, é uma metáfora boa para a estratégia que temos para lidar com problemas: no começo funcionou (ainda que ela tenha ficado anos isolada e triste). De repente não funciona mais e, como ela tem que lidar com novas realidades (coroação), ela não tem recursos para tal. Aí o problema atinge a todos! Vem o inverno e todo mundo sofre a consequência de um problema que era só dela. Isso também acontece na vida real: quantas pessoas não se adaptam a medos de um parente ou amigo porque este não tem recursos para enfrentá-lo?"

Quantas vezes, por cobranças sociais do que é "certo" e do que é "normal", não nos adaptamos a diversas situações e sistemas, anulando nossos desejos?

Deixo, como contribuição à semana da Luta Antimanicomial, esta reflexão: 

QUAL O SEU PODER? QUAL A SUA LOUCURA? 



Compartilhe! Solte as SUAS mãos, solte as amarras que NÃO são suas!