domingo, 14 de junho de 2015

Quase Muda





Peça baseada no livro "Patativas", de Natalia Bonfim. Retrata a difícil experiência de internação no Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas de São Paulo (Ambulim), para tratamento de transtorno alimentar.

O vídeo é uma gravação da reestreia, em 2011, no Elevador de Teatro Panorâmico. 

Ficha técnica

Direção: Rafael Masini
Texto: Euquasquatro de Teatro
Elenco: Beatriz Calló, Luisa Taborda, Luíza Zaidan e Maria Eugenia Portolano
Enfermeiros: Guilherme Prado, Leticia Negretti, Pamella Martinelli, Renata Coppola e Thiago Neves
Voz em Off: Natalia Bonfim
Iluminação: Erike Busoni
Operação de Luz: Lui Seixas
Operação de Som: Aninha de Andrade
Produção: Euquasquatro de Teatro

terça-feira, 19 de maio de 2015

Frozen e a Luta Antimanicomial



Quem ainda não viu, vale à pena! Frozen fala, de forma poética, sobre os recursos que cada um de nós tem para lidarmos com os nossos problemas... Recursos muito pessoais. Elsa tem poderes que Ana não tem. Cada uma tem seu jeito de lidar com o mundo. Cabe fazer uma analogia com as pessoas que sofrem com transtornos mentais. Elsa, por ser diferente, é enclausurada, a sociedade não pode vê-la, como se ela fosse um monstro... Desde cedo os pais a ensinam que ela deve controlar-se...ou todos saberão! Assim é, ainda, a vida de quem sofre de um transtorno mental. As portas dos manicômios foram abertas, não há muito tempo, mas diversos modos de segregação ainda operam... Muitas vezes de formas sutis. Quanta gente não construiu seu castelo de gelo e lá continua, acreditando piamente que isto é o mais correto a se fazer?


"A clausura da Elsa, independente de isso ter acontecido por ideia dos seus pais, é uma metáfora boa para a estratégia que temos para lidar com problemas: no começo funcionou (ainda que ela tenha ficado anos isolada e triste). De repente não funciona mais e, como ela tem que lidar com novas realidades (coroação), ela não tem recursos para tal. Aí o problema atinge a todos! Vem o inverno e todo mundo sofre a consequência de um problema que era só dela. Isso também acontece na vida real: quantas pessoas não se adaptam a medos de um parente ou amigo porque este não tem recursos para enfrentá-lo?"

Quantas vezes, por cobranças sociais do que é "certo" e do que é "normal", não nos adaptamos a diversas situações e sistemas, anulando nossos desejos?

Deixo, como contribuição à semana da Luta Antimanicomial, esta reflexão: 

QUAL O SEU PODER? QUAL A SUA LOUCURA? 



Compartilhe! Solte as SUAS mãos, solte as amarras que NÃO são suas!

domingo, 11 de janeiro de 2015

Sobre mulheres e anjos

Victoria Secret's Fashion Show é o desfile anual de moda patrocinado pela Victoria Secret's, que usa o show para promover e comercializar seus produtos. O show apresenta algumas das mais importantes modelos do mundo da moda. Em 2014 os destaques foram: Adriana Lima, Alessandra Ambrosio, Doutzen Kroes, Behati Prinsloo, Candice Swanepoel, Lily Aldridge, Lindsay Ellingson, Elsa Hosk e Karlie Kloss. (Assista ao vídeo destas modelos WITHOUT MAKEUP - sem maquiagem).

Elas vestem elaboradas fantasias e o show varia de música, com apresentações de artistas famosos, e cenografia, de acordo com os diferentes temas que fazem parte do show. As asas gigantes de anjo, usadas ​​pelas modelos, bem como outras asas de várias formas e tamanhos, tais como asas de borboletas, pavão ou diabo, tornaram-se emblemáticos da marca da Victoria Secret's. 
(Fonte: wikipedia)

O desconforto gerado por estes desfiles é grande e atinge muitas pessoas, que dirá pessoas com transtornos alimentares. @Lucy Cantizano sugeriu uma página contendo 9 tweets compartilhados durante o show, como o tweet abaixo (clique aqui para ver todos):

"EU DURANTE O #VSFashionShow

@Fabiana Jabur escreveu a respeito e nós, do Dia de Amar Seu Corpo, assinamos embaixo!

"A ideia de anjos é, por natureza, uma negação do nosso corpo - um incentivo à anorexia e às idéias ligadas à anorexia. O conceito de anjo corresponde a um ser angelical que se aproxima do humano (ocupa a posição mais baixa na hierarquia angelical). Apesar de se aproximarem da forma humana, não possuem necessidades humanas; anjos não precisam comer, anjos são assexuados, anjos são puros e anjos não possuem um corpo. A ideia de comparar mulheres a anjos é tudo, menos saudável. Nós somos humanos, sexuados, temos um corpo físico, sentimos fome, tesão, dor, raiva, sede e todas as outras coisas que os anjos não sentem, e nada mudará isso."