domingo, 13 de novembro de 2011

Já alimentou seu T.A hoje?


Por Daniela Serrano

É triste perceber que eu alimento o T.A com todos os alimentos que evito. A cada ato meu, o T.A fica mais forte, é o monstro de estimação que tenho criado. Ele dorme na minha cama e literalmente come minha comida. Ele cresce a cada dia.

A ironia toda está no fato que tenho medo dele me matar, mas, a cada dia, o deixo mais forte, mais poderoso. Ele cresce, ele se torna feroz, ele se irrita quando tento fugir.

Adotei quando ainda era pequeno, aparentemente indefeso. Hoje, deixei ele me dominar. Com uma mão o alimento, com a outra, tento me defender dele. Me escondo, ele me acha. Ele sabe todos meus segredos e esconderijos.

Criei um monstro e o ensinei a me dominar. Ensinei meus pontos fracos e o dei alimento suficiente para crescer e multiplicar-se.


*T.A = Transtorno Alimentar

sexta-feira, 11 de novembro de 2011

Arquivo da Resistência - Desenho

Chegando ontem à noite em casa, me deparo com este lindo desenho da Gabi, dedicado às amigas. Muito bom estar entre elas. Gabi, continue lutando contra estes fantasmas e a favor do que existe de tão lindo em você, também expresso na riqueza deste desenho, que representa o universo de tantas pessoas.




"Fiz esse desenho hoje pensando nas minhas amigas que todos os dias dizem não pra esses fantasminhas. Ok, nem todos os dias hehe, mas sabemos erguer a cabeça e bola pra frente!"


Autora: Gabi Gabí, 
de: oblogdagabigabi.blogspot.com

segunda-feira, 7 de novembro de 2011

Ajude a Mah a participar do Bazar da AACD


Estou criando esta campanha (acessar evento no facebook) como forma de apoiar minha amiga, Marcela Pinheiro, na atividade de customização de camisetas que serão vendidas dia 09 de dezembro no bazar da AACD. Como a MAH não tem condições financeiras para comprar as blusinhas/ camisetas básicas, pensamos no facebook como forma de pedir colaboração e também divulgar seu trabalho! 


Marcela contraiu uma encefalomielite aos 17 anos, quando, em virtude dela, perdeu o movimento das pernas. Hoje ela não apenas lida com a lesão T4 e é cadeirante, como também com a Anorexia Nervosa. 

Em virtude de um despejo, teve que ir morar em São Sebastião do Paraíso (MG), mas continua com seus tratamentos em São Paulo, para onde pretende voltar em breve.


Esta história é verdadeira e não tem o intuito de comover à toa em troca de dinheiro. O que pedimos são apenas camisetas e blusinhas básicas (sem estampa), para que ela possa participar pela primeira vez do bazar e quem sabe seguir em frente neste trabalho artesanal que ela domina e curte. 


NOSSA META É CONSEGUIR NO MÍNIMO 20 PEÇAS, ENTRE CAMISETAS E BLUSINHAS, E EMPRÉSTIMO DE UMA ARARA. 

Tamanhos: P, M e G - Brancas, pretas ou coloridas, SEM estampa e em BOAS condições!!!


Não queremos dinheiro.

Para contribuir há duas opções.
- Vc pode levar sua doação à FMU da Av. Santo Amaro (Vila Nova Conceição) até o dia 17 de novembro, deixando-a comigo, entre 18h30 e 22h.
- Ou então em frente Instituto de Psiquiatria no dia 18 de novembro, entregando sua doação diretamente à Marcela, até às 13h. 


Estão todos, claro, convidados para o bazar dia 09 de dezembro na AACD, das 9h às 16h, no endereço: Av. Prof. Ascendino Reis, 724, Ibirapuera.

quarta-feira, 2 de novembro de 2011

Larissa... Doces Ilusões

Hoje aspiro tantos sonhos. Tantas ideias revolucionárias. Tanto amor. Que quando paro e esse turbilhão de idealizações ficam amontoadas dentro do peito eu respiro fundo. A Lisergia é imensa, ao ponto de não saber mais quem eu sou e quem eu quero ser. Pulsações aceleradas e quase sem fôlego- procuro um rastro do eu que ficou marcado e pra trás- e não consigo saber. Hoje. Amanhã. Presente. Passado. Futuro. Sou coração aberto-sentimento puro-alma perturbada. Caminho em passos pequenos, não apresso-me porque sei que não irei ter fôlego para esboçar a tentativa de uma corrida contra o tempo. Ora doce, ácido de corroer os dentes. Porém as doces ilusões continuam intactas em meio a tanto caos. Apenas respiro, tomo fôlego para um novo ensaio de idealizações. (Larissa Gouvêa Soares)