domingo, 29 de maio de 2011

Aconteceu em maio - Dia Internacional Sem Dieta

O Dia Internacional Sem Dieta (ou Dia do Não à Dieta) cai em 6 de maio. Este evento, criado pela feminista britânica Mary Evans Young, ocorreu pela primeira vez em 1992, em resposta ao bullying (relacionado ao seu peso) que ela sofreu na escola e às tão frequentes conversas relacionadas a emagrecimento ao seu redor. O Dia Sem Dieta é uma celebração anual da aceitação do corpo e da diversidade de biotipos.
Há muitos objetivos no DISD (Dia Internacional Sem Dieta):
  • Questionar a ideia de uma única "boa" forma.
  • Conscientizar que existe discriminação pelo peso, preconceito ao tamanho grande e fobia de engordar.
  • Declarar um dia de folga das dietas e obsessões sobre o peso corporal.
  • Apresentar os fatos sobre a indústria da dieta, ressaltando a ineficácia das dietas comerciais.
  • Mostrar como as dietas perpetuam a violência contra as mulheres.
  • Homenagear as vítimas de transtornos alimentares e das cirurgias para perda de peso.
Portanto, neste ano, em 6 de maio, por que não reunir com os amigos para uma refeição que exclua o pensamento em dieta, ou celebrar este evento com a família... ou mesmo reservar algum tempo para pensar sobre esta causa por si mesmo? Qualquer que seja sua escolha pra marcar este dia, faça uma pausa por um momento e reflita sobre esses pontos dignos de discussão sobre a imagem corporal e a indústria de dieta como um todo. E pergunte a si mesmo - "Quão diferente seria minha vida se fosse livre de dietas?"

Traduzido e retirado do site: EDEN - Eating Difficulties Education Network.


Love Your Body - Now Fundation


segunda-feira, 23 de maio de 2011

Um outro olhar

Para mim a visita das meninas em sala de aula foi de grande importância não só academicamente, mas humanamente também. Poder escuta-las dizer sobre os processos de recuperação, as dificuldades encontradas, as limitações médicas, e a força e coragem de cada uma, me alertaram sobre o tipo de profissional que desejo ser e também me trouxeram um outro olhar perante os transtornos alimentares. Deveriam haver mais grupos como o delas, e mais estudos referente as técnicas utilizadas para haver um numero maior de vencedoras do transtorno. 


Heloise Facchini, estudante de Psicologia do 5o. semestre da FMU, sobre a aula de Psicopatologia com participação da RISSCA.

segunda-feira, 16 de maio de 2011

Aconteceu em abril

Dias 25 e 29 - Juliana Medeiros, Natalia Bonfim, Maira Begalli e Mariana Dimitrov participaram da aula de Psicopatologia do 5o. semestre da professora Fernanda Araújo Cabral na FMU.

Estamos abertas a mais encontros, aulas, mesas-rendondas ou palestras!

Entre em contato:
contato_encontros@yahoo.com.br