sábado, 11 de setembro de 2010

Após depressão e transtorno alimentar, psicóloga cria grupo de apoio online


7 comentários:

Joyce Peu disse...

Essa entrevista foi bacana; acho que consegui articular umas coisas interessantes, como a não cisão entre cura e doença. A cura está na doença, a doença está na cura e eu estou com o pensamento todo oriental!

Nati disse...

Amoela!

Viviane Silva disse...

Não sabia que a Joyce tinha tido problemas com TA. Tentamos uma amizade virtual uma vez, que não deu certo talvez pela situação confusa em que eu me encontrava diante de tantas outras situações que eu estava vivenciando sozinha e com muita dificuldade. Parabéns, Joyce. Espero que possamos conversar novamente um dia.

Luiz M. disse...

Eu participei dos grupos que a Joyce citou na entrevista do G1, inclusive do Sinto Muito, no início. Entrei nestes grupos para tentar ajudar minha namorada da época. Ela acabou se tratando e hoje está melhor. A Joyce, mesmo passando por uma fase bem complicada em 2002, conseguiu realizar um trabalho sério de ajuda, totalmente gratuita e com a colaboração de reconhecidos profissionais da área. Meus sinceros parabéns e agradecimentos.

Joyce Peu disse...

Olá, Viviane! Estou sempre à disposição. No twitter: www.twitter.com/joyce_peu. E-mail: joyce_peu@hotmail.com. Grande abraço!

Joyce Peu disse...

Luiz M., suas palavras me encheram de alegria! Saber que algumas pessoas passaram pelo Grupo Sinto Muito há tantos anos e ainda se lembram dele é algo que me dá uma satisfação enorme. Por isso sempre peço: se passarem por aqui, comentem! Os comentários são o nosso combustível! Um abraço gigante a você e muito obrigada pelo apoio!

Bianka disse...

Joyce gatunça...ando meio sumidenhááááh mas só passei para deixar um beijãozão e parabenizar você mais uma vez!:)
amotutambém...